Resumo Lakademy 2012

Olá Pessoal,

Faz um certo tempo que estou sumido, mas agora estou de volta.

Primeiro, para quem estava de férias em Marte nos últimos meses, está ocorrendo desde sexta-feira (27/03) em Porto Alegre o LaKademy (Conferência latino-americana de colaboradores do KDE – http://br.kde.org/LAkademy). Essa é a primeira edição desse evento e posso adiantar que não será a última.

Para quem não sabe o que pessoas colaboradoras de um projeto de software livre fazem em um evento desse tipo, segue uma breve explicação. Esses eventos tem por objetivo de estreitar os laços entre os colaboradores, além de propiciar um ambiente MUITO produtivo. Para isso, esses eventos são em uma casa/hotel/hostel/fazenda… onde as pessoas sonham com códigos, traduzem documentação para o café da manhã, escovam bits e jantam idéias de como podemos ser mais úteis à comunidade (e ao mundo, em consequência).

Como reunimos um grande número de colaboradores do KDE, conseguimos ter uma grande bolha de conhecimento onde sempre existe alguém que sabe resolver algum problema que estamos enfrentando, além é claro de conseguirmos ter melhores idéias quando pensamos coletivamente.

Mas bem, eu vou dar um breve relato dos acontecimentos aqui do LaKademy:
Eu cheguei na noite anterior ao início do evento (quinta) pois estava aqui na região resolvendo uns problemas de um outro projeto de pesquisa que participo. Rapaz! foi muito bom rever os amigos (alguns que não via a mais de 2 anos) e também conhecer novos amigos.

Durante o primeiro dia, me concentrei em colocar o plugin de árvores enraizadas no repositório do Rocs. Ele estava em um repositório paralelo e teve que sofrer algumas atualizações (o git estava bloqueado na universidade e devido a péssima qualidade do serviço de internet estamos sem internet em casa, isso significa que minha base de código estava desatualizada). Andreas Cord-Landwehr (CoLa) está trabalhando numa nova funcionalidade que permitirá ter camadas de grafos tanto em nível de arestas quanto de nós (Good work CoLa!), por isso precisei refatorar parte do código do plugin de árvores. Esse plugin já está no repositório e pode ser baixado e testado.

No segundo dia nós fomos para o FLISOL, Festival Latino Amricano de Instalação de Software Livre (http://www.installfest.net/FLISOL2012/Brasil/PortoAlegre) com a palestra (conversa/debate/fórum) “KDE, a vida, o universo e tudo mais” (muito obrigado pelo convite Luiz H. Rauber e aos patrocinadores pelo apoio ao Flisol). Nós ficamos quase todo o dia por lá, então foi legal que algumas pessoas vieram na sala que estavamos fazendo o sprint para saber mais sobre o KDE. Durante a palestra, nós conversamos com os presentes para responder dúvidas e acabar com mitos como de que o KDE é pesado, lento e instável. Nós percebemos que as pessoas tem essa visão que o KDE não bom baseado em uma versão muito antiga do KDE (4.0 que foi lançada em 2008). Para acabar com esse mito, foi apresentamos alguns dados para mostrar que o KDE evoluiu e que o que as questões de lentidão, instabilidade e consumo de recursos não são mais um problema nas versões atuais. Sábado foi basicamente isso, depois voltamos e codificamos mais um pouco.

No Domingo (terceiro dia) foi o dia de nos reunirmos para analisar como o KDE está na américa latina e quais são as ações futuras. Um dos principais pontos é como expandir nossos territórios :). Brincadeiras a parte, nós levantamos alguns pontos como por exemplo como nós como KDE podemos apresentar nossas soluções de software para as pessoas que nunca ouviram falar em KDE? ou como mostrar para um novato no mundo de desenvolvimento como o KDE pode facilitar a vida dele? Esses foram alguns pontos mais de provocação, mas já temos algumas linhas de ações que serão disponibilizadas pelo KDE-Brasil em breve.

A segunda foi um dia que teve um ótimo rendimento para os hackers do KDE, não tivemos reuniões nem pessoas chegando, ou seja, todos estavam imersos nos seus computadores. No Rocs consegui resolver alguns defeitos e implementar uma funcionalidade que impede o uso ferramentas específicas para uma estrutura de dados em outra (não faz sentido gerar um grafo completo se estamos trabalhando com um lista ligada, ou faz?).

A terça foi um dia de muitas caras tristes. Tudo tem um fim. Uma parte do pessoal foi embora de madrugada, então na segunda a noite já estávamos nos despedindo e já sentindo uma pontinha de saudade. No restante do dia fomos tentando trabalhar enquanto nos despediamos dos nossos amigos e anfitriões.

Para finalizar, eu vejo o LaKademy, como outros tipos de sprints, como sendo um ótimo evento para conhecer os novos colaboradores e também para unir ainda mais os colaboradores antigos. Em uma metodologia de desenvolvimento de software distribuido, esses encontros são, ao meu ver, funcamentais, deles saem novas ideias e novos projetos (fiquem de olho no liveblue.wordpress.com nos próximos dias).

Ainda estou aqui em Porto Alegre, mas já estou ancioso pelo próximo evento :)

Anúncios

FLISOL

No dia 09 de abril, toda a América do Sul organizou o evento anual conhecido como FLISOL (Festival Latino Americano de Instalação de Software Livre) . Eu ajudei a organizar aqui em Porto Alegre, onde nós tivemos algumas palestras e um install fest no Sindbancários (Sindicato dos Bancários).

A primeira palestra foi sobre o Web Mind uma ferramenta para gerar código a partir de uma linguagem natural. Sim, uma ferramenta que pode transformar português comum em código e banco de dados. Ele funciona muito bem e se você estiver curioso, pode conferir aqui: http://www.thewebmind.org/

Depois era nossa vez de falar – Jos e eu – uma palestra sobre openSUSE e KDE. Eu fiz a tradução ao vivo (uma hora no palco parece duas!) e fiz a minha parte em pt-br, é claro. Os ‘gatinhos’ (deem um aolhada nos slides) na apresentação de Jos teve o efeito habitual e conseguimos manter as pessoas acordadas apesar de ter que simplificar um pouco em relação ao público habitual. Jos reclamou que ele está acostumado a falar com as pessoas “que sabem a diferença entre up e downstream”, parece que ele vai ter que preparar novas apresentações com mais detalhes, voltada para newbies.

Tivemos outras ótimas palestras, por exemplo, sobre Arduino . Muitos DVD’s do openSUSE e folders foram distribuídos – teremos mais computadores deixando ‘a escuridão’ ;). Depois, no jantar, o pessoal comentou e reclamou o quanto as distribuições Linux têm se tornado muito fácil de baixar na internet e instalar, tirando a diversão (e desafio) de instalar o Linux em installfests.

E pela primeira vez no FLISOL, organizamos dois Dojos (um grupo trabalha junto em um desafio de programação) – usando JavaScript e Ruby. Os Dojos já acontecem mais ou menos uma vez no mês aqui em POA, mas os programadores ficaram felizes em ter uma distração a mais além das palestras habituais do encontro.

Com tudo isso, nós tivemos alguns bons resultados:

* 323 pessoas se inscreveram
* 120 pessoas presentes (o segundo maior FLISOL em Porto Alegre)
* Mais de 200kg de alimentos arrecadados (para dar a uma organização de apoio para desabrigados )
* 7 palestras técnicas
* 2 coding dojos

Você pode ver fotos aqui e aqui :)

bye. ;-)

FLISOL

On the 9th of april, all over South America people organize the yearly FLISOL (Latino American Festival of Free Software Installation). I helped to organize the local meet in Porto Alegre, just a few blocks from my home. We had a few talks and an install fest, all happening in the Sindbancários (Bank Employees Union).

The first talk was about the Web Mind discussing a natural language code generator. Yes, a tool which can turn common portuguese into code. It works very well and if you’re interested, check out: http://www.thewebmind.org/

After that it was our – Jos and me – turn to talk – an openSUSE and KDE talk. I would translate live (one hour in the stage looks like two!) and do my own part directly, of course. The kittens in Jos’ presentation had the usual funny effect and despite having to simplify things a bit compared to the usual audience, we managed to keep people awake. Jos complained he’s used to talking to people “who know the difference between up and downstram”, looks like he has to work a bit on his presentations-to-newbies skills.

A few other presentations happened like Arduino (with moving pieces of hardware, yay). While lots of openSUSE DVD’s and folders were given out only a few computers were ‘turned over from the dark side’. At the dinner afterwards we complained that linux distributions have become too easy to download and install, taking away the fun (and challenge) of installing linux at InstallFests.

And for the very first time at FLISOL, in other room, we had two Dojos (a meeting where a bunch of coders get together to work on a programming challenge) – using Javascript and Ruby. The Dojo happens every month or so, and the programmers were happy to see some talks and to program at FLISOL as it provided a welcome distraction from the usual meet.

With all that, we had some nice results:

* 323 people signed up
* 120 attending (the second biggest FLISOL at Porto Alegre)
* more than 200Kg of food collected (to give to a support organization for the homeless)
* 7 technical talks
* 2 coding dojos

You can check the pictures here and here :)

bye ;-)

FLISOL 2011 em Porto Alegre – RS

O FLISOL (Festival Latinoamericano de Instalação de Software Livre) é o maior evento de divulgação de Software Livre da América Latina. Seu principal objetivo é promover o uso de software livre, apresentando sua filosofia, seu alcance, avanços e desenvolvimento ao público em geral.

FLISOL

Além de poder contar com uma ajuda para instalar o seu software livre (temos alguns DVD’s do openSUSE 11.3 para distribuir!), você poderá assistir palestras destinadas ao pessoal técnico e não-técnico e aos interessados em aprender mais sobre software livre (e mais sobre o KDE :).

Para os interessados em programar: podem participar de dois Coding Dojo que acontecerão em paralelo as palestras.

Também contaremos com micro-palestras na sala do IntallFest. Inscreva a sua micro-palestra no formulário: [http://goo.gl/ygHaG]

O evento deste ano conta com o apoio do SindBancários e Associação Software Livre (ASL.org).

A edição deste ano também terá uma função social: os participantes são fortemente incentivados a doarem 2kg de alimentos não-perecível que serão encaminhados para uma instituição de caridade (Cozinheiros de Plantão).

Confira a programação do FLISOL 2011:[http://goo.gl/gTgSv]

Inscrições: [http://goo.gl/prEHK]
Local: Sindbancários [http://goo.gl/mxnPo]
Data: 09/04/2011 (Sábado)
Horário: 13h15 – 18h30
Entrada: 2 Kg de alimento não-perecível

Mais informações: [http://goo.gl/gTgSv]

openSUSE 11.4 Launch Party

Today is the day the openSUSE Project releases openSUSE 11.4 with many new features like KDE Plasma 4.6, GNOME 2.32 and a GNOME Shell preview, LXDE and XFCE and many applications like LibreOffice, Firefox 4.0 and Scribus 1.4! You can find a list of new features and cool things (english) here: http://en.opensuse.org/Product_highlights and a nice presentation here http://en.opensuse.org/openSUSE:Presentations#openSUSE_11.4

After a “bad update” on my netbook with Arch Linux :( and after listening to the opinions of some friends I decided to try openSUSE. Besides of a quick and easy installation, openSUSE is very easy to configure. With YaST, the configuration tool, you can do complicated things very easy – it is better than what other distributions have. And even if you don’t use openSUSE, you must have checked out suse studio susestudio.com and the open build service build.opensuse.org. With Suse Studio you can create your own operating system together with YOUR selection of software (you can even upload your own or add repositories) and images and other stuff. With OBS you can build packages for all Linux distributions, including debian, Ubuntu, Red Hat, Fedora, Mandriva, openSUSE, CentOS and more. Yes, openSUSE is THAT cool and openSUSE 11.4 is part of that:D

And is not only about software, openSUSE is really doing great, with the work on an openSUSE Foundation it will be a real Free distribution, not controlled by a big company but by the community. With Canonical doing stupid things lately, showing that a distribution needs a foundation and not a ‘dictator’, I think that rocks.

So, such a cool release deserves to get all the Linux people together.  Jos Poortvliet, community manager for openSUSE, is in Porto Alegre now and wants to have a release party. There is no page for Porto Alegre yet on the http://en.opensuse.org/openSUSE:Launch_parties_11.4 page but we can easily pick a pub and have a drink or two and talk about Linux, GNOME, KDE, and everything cool in Free Software ;-)

Get 11.4

openSUSE 11.4 Launch Party

Hoje é dia do openSUSE Project lançar o openSUSE 11.4 com muitas novas features como o KDE Plasma 4.6, GNOME 2.32 e um preview do GNOME Shell, LXDE e XFCE e muitas aplicações como LibreOffice, Firefox 4.0 e Scribus 1.4! Você pode encontrar uma lista de novas funcionalidades e coisas interessantes (em Inglês) aqui: http://en.opensuse.org/Product_highlights e uma boa apresentação aqui: http://en.opensuse.org/openSUSE:Presentations#openSUSE_11.4

Desde de que eu fiz uma atualização “mal-sucedida” :( no meu netbook (com Arch Linux) e depois de escutar a indicação de alguns amigos, resolvi experimentar openSUSE . Além da instalação ser bastante rápida e prática, openSUSE realmente é muito fácil de usar. Com o YaST, ferramenta de configuração, você pode fazer coisas que seriam muito complicadas (consumindo tempo!) de maneira muito fácil – é melhor do em outras distribuições. E mesmo se você não usa openSUSE, você deve conhecer o susestudio.com e o open build service build.opensuse.org. Com o SUSE Studio em poucos clicks você poder criar seu próprio sistema operacional, com sua seleção de software (você pode até subir seus próprios softwares ou adicionar repositórios) e imagens e outras coisas. Com OBS você pode criar pacotes para todas as distribuições Linux, incluindo o Debian, Ubuntu, Red Hat, Fedora, Mandriva, SUSE Linux, CentOS e muito mais.

Sim, openSUSE é muito legal e openSUSE 11.4 é parte disso :D E não é  só pelo software em si, o openSUSE Foundation está realmente fazendo um ótimo trabalho: o openSUSE será uma distribuição realmente livre, não controlada por uma grande empresa, mas pela comunidade. Com a Canonical tomando algumas decisões não muito favoráveis a comunidade, mostrando que uma distribuição precisa de uma foundation e não de um “ditador”.

Logo, essa release merece uma festa com todos os usuários/colaboradores/programadores/simpatizantes de Linux juntos. Jos Poortvliet, openSUSE community manager, está em Porto Alegre agora e gostaria de organizar uma festa de lançamento. Não existe uma página para Porto Alegre ainda em http://en.opensuse.org/openSUSE:Launch_parties_11.4 mas podemos  escolher um pub para bebermos cerveja e falar sobre Linux, GNOME, KDE, e todas as coisas legais do Software Livre ;-)


Get 11.4

Release Party KDE 4.6 at Porto Alegre – RS – Brazil

We met day 26 of January, the day of the release in Pinguim Bar at Porto Alegre.

You can see pictures on KDE-BR flickr:

KDE-RS

KDE at Pinguim :)

It was pretty cool, I met personally who I knew only by email. We talked, exchanged some ideas, talked about KDE (and I realized that some people still compares KDE 3 to 4), about our Planet in Portuguese, Qt and random subjects.

There were people from various places: Érico, from Bagé (the other side from Rio Grande do Sul), Pedro from Natal, Rio Grande do Norte, Julia, from Salvador, Bahia, which is already producing artwork for KDE-BR. There was only one person from Porto Alegre, the rest is “migrant” or are thinking about “migrate” to POA:) And there are users and those who want to start collaborating with KDE and/or resume old projects, like Huberto :D

The good thing is that more people attended than the last Release Party, a few months ago. I hope to meet more new users/contributors in the next release ;)

Release Party KDE 4.6 em Porto Alegre – RS

Nos encontramos dia 26 de Janeiro mesmo, no dia do lançamento, no Bar Pinguim em Porto Alegre.

Fotos no flickr do KDE-BR:

KDE-RS

KDE no Pinguim :)

 

Estava muito legal, conheci pessoalmente quem eu conhecia só por e-mail. Conversamos, trocamos algumas idéias, falamos de KDE (o pessoal ainda compara muito o KDE 3 com o 4), do nosso Planet em Português, Qt e assuntos aleatórios.

Tinha pessoas de vários lugares: o Érico, de Bagé (outro lado do RS), o Pedro de Natal – RN, a Julia, de Salvador – BA, que já está produzindo trabalhos gráficos para o projeto. Só tinha uma pessoa de Porto Alegre mesmo, o resto é “migrante” ou está pensando em “migrar” para POA :)
E tem aqueles que são usuários e querem começar a colaborar com o KDE e/ou retomar antigos projetos, como o Huberto :D

O bacana foi que nessa Release Party apareceu mais pessoas que da última vez, alguns meses atrás. Espero conhecer/encontrar mais novos usuários/colaboradores na próxima release ;)

 

 

Release Party KDE SC 4.6

Dia 26 de Janeiro será lançada mais uma nova versão estável do KDE :D

E como de costume vamos comemorar! A cada versão lançada colaboradores/usuários/programadores/simpatizantes/curiosos/whathever se reunem para comemorar meses de trabalho e noites não dormidas para oferecer programas cada vez melhores e liberdade no seu ambiente gráfico preferido.

Se você não conhece o KDE SC (o software) ou o KDE (a comunidade) e deseja conhecer esse maravilhoso ambiente ou apenas quer se divertir, seja bem-vindo! Participe!

Aqui no sul vamos nos reunir em dois lugares:

Porto Alegre

dia 26 de Janeiro as 19 horas

Bar Pinguim

Rua Lima e Silva 505

Exibir mapa ampliado

Alegrete

dia 29 de Janeiro as 19 horas

Ponto Certo

Av Tiaraju  (Em frente a UNIPAMPA)

Exibir mapa ampliado

%d blogueiros gostam disto: